Paul Wolfowitz comandará Banco Mundial

A diretoria do Banco Mundial aprovou, por unanimidade, a indicação do vice-secretário de Defesa dos EUA, Paul Wolfowitz - um dos arquitetos da guerra do Iraque -, para ser o próximo presidente do banco de desenvolvimento. No início do mês, o presidente dos EUA, George W. Bush, surpreendeu a comunidade internacional ao indicar Wolfowitz para o cargo. A posição de política externa linha dura de Wolfowitz fizeram dele um alvo de críticas dentro e fora dos EUA. Wolfowitz vai assumir a presidência do Banco Mundial no dia 1º de junho. A missão declarada do Banco Mundial é combater a pobreza e melhora os padrões de vida das pessoas em países em desenvolvimento. O banco empresta cerca de US$ 20 bilhões por ano para países em desenvolvimento para financiar vários projetos, incluindo estradas, escolas e programas de combate à Aids. O Banco Mundial possui 184 países associados, sendo que os EUA são os maiores acionistas. O banco tradicionalmente tem um presidente norte-americano. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.