Paulinho pede demissão de Meirelles após anúncio do PIB

Depois da divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) de 2006, em 2,9%, o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP) defendeu o afastamento do presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles. Paulinho considerou "vergonhoso" o crescimento de "apenas" 2,9%. "Os números divulgados são uma radiografia de que os rumos da economia estão errados e precisamos de mudanças urgente", avaliou. Ele voltou a atacar o presidente do BC: "Este PIB raquítico é o resultado da política econômica equivocada, conduzida pelo despachante de luxo dos banqueiros, Henrique Meirelles". Já o presidente do BC disse que o resultado "ficou dentro da expectativa".Segundo Paulinho, o PIB, na verdade, teve crescimento real de 1,4% no ano passado, "descontados os efeitos da inflação". "O governo precisa entender que necessitamos de uma agenda voltada para o desenvolvimento com foco na produção e no emprego", ressaltou. Para o deputado e presidente da Força, Meirelles é um "insensível tecnocrata". "Ele se curva de forma vergonhosa para o setor especulativo em detrimento à produção, impedindo a retomada do crescimento econômico", disse Paulinho, retomando as críticas ao presidente do BC.Por fim, Paulinho declarou que os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta refletem o "desânimo do setor produtivo que sofre com a nefasta equação de juros altos somados com uma insuportável carga tributária". Para o deputado e presidente da Força, o Brasil precisa crescer acima de 5% "para absorver a mão-de-obra dos jovens que a cada ano ingressam no mercado de trabalho".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.