Paulistano está menos confiante, aponta FecomercioSP

Piora do nível de otimismo no período está associada ao quadro de instabilidade da economia brasileira, de acordo com análise da federação

Agencia Estado,

22 de agosto de 2012 | 12h05

O aumento das preocupações com o futuro levou o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) na capital paulista a uma queda de 2,7% na passagem de julho para agosto. Conforme levantamento da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o ICC passou de 160,6 pontos em julho para 156,3 pontos em agosto, em escala de 0 a 200 que demonstra otimismo quando acima dos 100 pontos.

De acordo com análise da federação, a piora do nível de otimismo no período está associada ao quadro de instabilidade da economia brasileira. "Notícias de quedas de produção e venda em determinados segmentos elevam o nível de apreensão do consumidor paulistano, apesar das tentativas do governo em amenizar os impactos com pacotes de incentivo", explicou nota da FecomercioSP.

O Índice de Expectativa do Consumidor (IEC), categoria que mede a percepção futura dos consumidores, caiu 3,3% no período em análise, com especial ênfase entre as famílias com renda de 10 salários mínimos ou mais, onde o indicador apontou baixa de 8%. A diminuição da confiança também foi mais sentida entre os paulistanos com 35 anos ou mais, perfil em que o indicador caiu 5,1%. No recorte por sexo, a confiança das mulheres no futuro ficou 4,1% menor em agosto.

A avaliação da situação presente, captada pelo Índice de Condições Econômicas Atuais (ICEA), caiu também, mas de maneira mais suave, com recuo de 1,7% ante julho. Na situação presente as mulheres estão mais confiantes e levaram o grupo a um aumento de confiança da ordem de 1,1% de julho para agosto. Já entre os homens, o otimismo presente declinou 4,4%. Também houve piora da percepção presente nas famílias com renda inferior a 10 salários mínimos, com baixa de 3,5%.

Tudo o que sabemos sobre:
confiançaFecomercioSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.