Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Paulo Bernardo vê falta de recursos do BID contra crise

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse hoje, pouco antes de entrar para o primeiro debate que antecede a abertura da Assembleia de Governadores do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que haverá falta de recursos no banco multilateral para atender à demanda dos países da América Latina e Caribe em 2010.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

29 de março de 2009 | 14h31

"Temos uma situação de escassez de recursos em 2009 e uma provável falta de recursos em 2010", afirmou o ministro, defendendo a necessidade de recapitalização do banco, principal pauta do encontro, mas acompanhada de medidas para agilizar o acesso aos recursos. "Em nossa opinião é importante aumentar o tamanho do banco", disse, lembrando que a recapitalização anterior levou três anos para ser aprovada pelos governos e congressos de todos os países. Atualmente, o BID agrega 48 países.

O aumento do capital do BID está no centro das discussões da Assembleia de Governadores. A proposta, defendida em meio ao agravamento da crise econômica global e à dificuldade de financiamento causada pela crise financeira, pode enfrentar resistência nos congressos dos países membros, que já lidam com adversidades domésticas.

A assembleia do BID será aberta hoje, às 19h30 (de Brasília), com a presença do secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, do ministro das Finanças da Colômbia, José Miguel Insulza, do presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, e do presidente do BID, Luis Alberto Moreno.

Tudo o que sabemos sobre:
criseBID

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.