Adriano Machado/ Reuters
Adriano Machado/ Reuters

Ao 'Financial Times', Guedes diz que bancos brasileiros estão tentando afetar eleições

Segundo ministro da Economia, as instituições financeiras 'tentam interferir' quando fazem previsões sobre um cenário desafiador ao Brasil

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de novembro de 2021 | 23h46

O ministro da Economia, Paulo Guedes, criticou os bancos brasileiros ao jornal Financial Times e disse que as instituições financeiras estão "tentando afetar" a eleição do ano que vem, na qual o presidente Jair Bolsonaro deve tentar um segundo mandato. Para Guedes, os bancos fazem isso quando preveem um cenário desafiador ao Brasil, com a perspectiva dos juros altos inibirem o crescimento econômico.

"É claro que (os bancos) estão errados. Ou estão errados ou são politicamente militantes. Eles estão tentando afetar a eleição... Eles ainda não aceitaram a eleição de Bolsonaro", afirmou o ministro.

Para ele, é mais provável que o Brasil tenha algum crescimento e inflação resiliente em 2022 do que inflação mais baixa e nenhum crescimento.

Guedes reiterou que os críticos à gestão econômica têm errado consistentemente suas previsões. "Vamos voltar a surpreender o mundo", disse Guedes, pouco depois de regressar de uma missão comercial e de investimentos ao Golfo Pérsico. "Não estou me gabando do Brasil, estou apenas dizendo que vocês sempre nos subestimaram." 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.