Paulson diz que economia dos EUA está em forte desaceleração

Para secretário do Tesouro dos EUA, é preciso manter o mercado de capitais do país estável e funcionando bem

Reuters,

18 de março de 2008 | 09h04

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Henry Paulson, afirmou nesta terça-feira, 18, que a economia dos Estados Unidos está em forte desaceleração, mas preferiu não classificar a atual situação como recessão. "Sabemos que estamos em forte desaceleração e não há dúvidas de que o povo americano sabe que esse desaquecimento é intenso. O que menos importa para mim é como a situação atual é rotulada. Mais importante é o que podemos fazer sobre ela".  Veja também: Mercado asiático abre em alta, após dia de perdasCrise externa eleva dólar pelo terceiro dia consecutivo BCs injetam recursos para socorrer bancosCrise no mercado global está maior, diz diretor-gerente do FMI Entenda a crise nos Estados Unidos   O sobe e desce do dólar Veja os efeitos da desvalorização do dólarPaulson afirmou que o Tesouro estava "ciente" das turbulências nos mercados de capitais e disse não acreditar que os acionistas do Bear Stearns crêem que foram salvos pelo Fed. "O foco de parte daqueles que decidem a política econômica é minimizar o deslize da economia. Precisamos manter nosso mercado de capitais estável e funcionando bem".  No último domingo, o banco JPMorgan Chase fechou um acordo de compra com o Bear Stearns por US$ 2 por cada ação. Isso significa valorar o quinto maior banco de investimento dos EUA em apenas US$ 236 milhões. Para os investidores, a queda da primeira grande vítima do mercado imobiliário americano elevou significativamente o risco de crise sistêmica no setor bancário, com a quebra de outras grandes instituições, como o Lehman Brothers.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.