Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

PdVSA: Venezuela não quer cortar exportações aos EUA

A Venezuela gostaria de evitar a suspensão das exportações de petróleo aos Estados Unidos porque a medida prejudicaria ambos países, segundo Bernard Mommer, membro da diretoria da estatal Petróleos de Venezuela (PdVSA). Para ele, suspender os embarques de petróleo para os EUA "é possível", disse Mommer, em entrevista para a tevê estatal. Contudo, cortar o fluxo de petróleo "custaria dinheiro (a Venezuela) e custaria dinheiro para o outro lado também", acrescentou. No domingo, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ameaçou cortar os embarques de petróleo aos EUA se a ExxonMobil conseguir, no final, confiscar os ativos no exterior da PdVSA como parte de uma disputa sobre compensação pela nacionalização de projetos de petróleo e gás na bacia do Orinoco, ocorrida em 2007. Na ocasião, Chávez determinou que a PdVSA passaria a deter a maioria acionária nos projetos e algumas companhias estrangeiras aceitaram os novos termos como acionistas minoritárias. Contudo, a ExxonMobil e a ConocoPhillips, também norte-americana, escolheram se retirar dos projetos e desde então vem buscando receber uma compensação. Tanto a ExxonMobil quanto a ConocoPhillips abriram processos, mas a primeira deu um passo à frente e obteve uma ordem judicial para congelar mais de US$ 12 bilhões em ativos da PdVSA nos EUA, Europa e em partes do Caribe. A PdVSA disse que vai apelar da decisão. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.