Pedágio em São Paulo fica até 11,53% mais caro

O reajuste, feito pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), vale para as 12 concessionárias estaduais

AE, Agência Estado

30 de junho de 2008 | 16h16

As tarifas dos pedágios paulistas ficarão até 11,53% mais caras a partir da meia-noite desta segunda-feira, 30. O reajuste, feito pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), vale para as 12 concessionárias estaduais, entre elas Autoban, ViaNorte, Ecovias e ViaOeste. Nas rodovias administradas pela Desenvolvimento Rodoviário SA (Dersa) e pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o aumento será de 5,58%, pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).       Veja também:  Lista completa das novas tarifas no site da Artesp  Lista completa das novas tarifas no site do DERCom o reajuste de 11,53%, quem for de carro de passeio de São Paulo a Santos pela Rodovia Anchieta passará a pagar R$ 17, na praça de pedágio de Riacho Grande. Pela Imigrantes, há quatro pedágios, que somam R$ 24,40. As rodovias estão sob concessão da Ecovias.Para ir da capital paulista a Campinas pela Anhangüera ou pela Bandeirantes, rodovias administradas pela Autoban, é preciso pagar dois pedágios - R$ 5,90 até Jundiaí e mais R$ 5,90 até Campinas.De São Paulo a Itu, pela Castello Branco, há pedágios de R$ 6,30 em Osasco e R$ 10,80 em Itapevi - total de R$ 17,10. Pela Raposo Tavares, é preciso pagar R$ 5,40 em São Roque e R$ 2,30 em Araçoiaba da Serra - total de R$ 7,70. A concessão nesses trechos é da Viaoeste.Com o reajuste de 5,58%, os pedágios da Dom Pedro I (duas praças) e Ayrton Senna (duas), administrados pela Dersa, passarão a R$ 8,60 cada. As duas praças da Raposo Tavares administradas pelo DER terão tarifa de R$ 4,60 cada.

Tudo o que sabemos sobre:
pedágioSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.