Pedido de asilo de colombianos bate recorde

O conflito na Colômbia está gerando uma explosão no número de colombianos que pedem asilo nos países desenvolvidos. Dados divulgados pela ONU, ontem em Genebra, apontam que entre 1999 e 2001, o aumento de pedidos de asilo de cidadãos colombianos foi o maior registrado pela organização em todo o mundo, superando até mesmo o aumento de pedidos de afegãos, iugoslavos e turcos.Nos últimos três anos, o número de colombianos buscando asilo em outros países foi multiplicado por cinco. Somente em 2001, 12,5 mil pessoas solicitaram asilo, o que representou um aumento de 79% em relação ao ano anterior. "A tendência na Colômbia é de que, se o conflito persistir, os pedidos de asilo continuarão crescendo", afirma um porta-voz da ONU.Segundo ele, 27% de todos os pedidos recebidos pelo governo na Espanha são feitos por colombianos que tentam fugir do conflito que atinge o país há anos. Outros destinos preferidos dos colombianos são os Estados Unidos e o Canadá.Apesar do aumento no caso da Colômbia, afegãos e iugoslavos continuam liderando a lista de pedidos de asilo em números absolutos. No total, 510 mil pessoas em todo o mundo pediram asilo no ano passado, um aumento de 10% em relação a 2000. Para especialistas da ONU, o crescimento das solicitações é reflexo direto das crises no mundo.O que começa a mudar, porém, é o destino dessas pessoas que por motivos políticos ou militares, decidem abandonar seus países. Com leis cada vez mais restritivas na Europa e em países como a Austrália, a ONU observa um crescimento de quase 40% nos pedidos de asilo para os governos da Europa Central, em especial de cidadãos que tentam sair das ex-repúblicas soviéticas, do Afeganistão, da Turquia e do Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.