finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Pedido de revisão será aceito até 15 de julho

Acaba em 15 de julho o prazo para enviar carta à distribuidora e revisar a meta de consumo. Entre os casos especiais estão a mudança de endereço, novas ligações de rede elétrica, dependência de aparelhos hospitalares e, em algumas distribuidoras, o nascimento de bebê na família. Se o consumidor estiver entre estes casos, basta entrar em contato com a empresa por carta registrada nos correios com aviso de recebimento (AR). A distribuidora tem 21 dias para responder. O nascimento de bebê na família não está entre os casos especiais listados na resolução da Câmara de Gestão da Crise de Energia Elétrica (CGCE), mas o ouvidor da Eletropaulo, Wanderley Campos, garante que a empresa vai deferir os pedidos. "Mas deve provar com documentos anexados à carta. Ou seja, certidão de nascimento da criança." A Light, de acordo com o superintendente de atendimento ao cliente da empresa, Marlon Rebuzzi, recebeu muitas cartas com esta história e só terá um posicionamento depois que obtiver uma resposta da CGCE, autorizando a revisão.Anexar documentos é imprescindívelSe decidir enviar carta à distribuidora, em qualquer um dos casos, o consumidor deve anexar documentos. Do contrário, corre o risco de ter sua requisição indeferida. Até a última segunda-feira, a Light recebeu 35 mil cartas. Dos pedidos que já foram analisados, 60% são considerados improcedentes. A maioria das cartas, segundo Marlon, foi enviada por consumidores que não concordaram com o período usado para calcular a meta. "A alteração, de acordo com a resolução da Câmara para se mudar o período, só pode ser feita se representar uma redução acima de 30%."Há cartas também de consumidores que possuem aparelhos hospitalares em casa. Neste caso, o corte não será realizado. "Recebemos muita solicitação de pessoas que querem redução por causa de inaladores. Estes pedidos não serão deferidos. É preciso que o aparelho garanta a sobrevida do doente, o que não acontece com os inaladores", avisa o ouvidor da Eletropaulo. No caso de mudança de endereço ou nova instalação, ele recomenda mandar cópia do contrato de locação ou de compra e venda do imóvel e quantas pessoas residem no local. Se o motivo for uma viagem, é aconselhável cópia das passagens, diárias de hotel etc.Cobrança de sobretaxa e pagamento de bônusA partir de julho, será cobrada a sobretaxa na conta de luz. E haverá também advertência sobre o corte no fornecimento de energia para aqueles que não tenham cumprido a meta. Os primeiros cortes serão realizados em agosto. Consumidores de até 100 kWh estão livres do corte e da sobretaxa. Os entre 100 kWh e 200 kWh estão sujeitos apenas ao corte e livres da sobretaxa.Já o pagamento de bônus para quem conseguir economizar acima da meta será realizado em momentos diferentes. Entre os consumidores abaixo de 100 kWh, o bônus será pago até agosto e a conta a ser feita é de R$ 2 para cada R$ 1 economizado. Já para os consumidores acima de 100 kWh, o valor de até R$ 1 pago para cada R$ 1 economizado será pago a partir de agosto. Veja os detalhes destas matérias no link abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.