Pedidos de auxílio-desemprego crescem na Alemanha

O número de pedidos de auxílio-desemprego na Alemanha aumentou pelo quinto mês seguido em agosto como resultado de uma desaceleração na maior economia da Europa. Segundo a agência do trabalho da Alemanha, o número de solicitações subiu 9 mil em agosto, com ajustes por efeitos sazonais, mais do que a alta de 8 mil prevista pelos economistas consultados pela Dow Jones.

AE, Agencia Estado

30 de agosto de 2012 | 09h57

A agência também revisou os dados de julho para mostrar aumento de 9 mil pedidos de auxílio-desemprego naquele mês, acima do cálculo inicial de alta de 7 mil. O total de pessoas sem emprego na Alemanha cresceu para 2,905 milhões em agosto, do dado não revisado de 2,876 milhões em julho, em termos não ajustados.

A taxa de desemprego no país permaneceu inalterada em 6,8% em agosto, na comparação com julho, tanto em termos ajustados quanto sem ajustes, em linha com as previsões dos economistas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhaauxílio-desempregocrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.