Pedidos de auxílio-desemprego dos EUA sobem levemente na última semana

O número de norte-americanos entrando com novos pedidos de auxílio-desemprego subiu levemente na semana passada, o que pode acalmar os temores de um recuo na recuperação do mercado de trabalho.

Reuters

18 de abril de 2013 | 10h14

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego aumentaram em 4 mil, para 352 mil segundos dados ajustados sazonalmente, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira.

Um analista do Departamento de Trabalho disse que os pedidos para a Califórnia e Kentucky foram estimados.

Os dados das solicitações da semana passada foram revisados para mostrar 2 mil mais pedidos do que anteriormente informado.

Apesar do aumento da semana passada, que ficou em linha com as expectativas dos economistas, os pedidos ficaram em um nível que os economistas normalmente associam com um aumento médio de empregos mensal de mais 150 mil.

A média móvel de quatro semanas para novos pedidos, uma medida melhor das tendências do mercado de trabalho, subiu 2.750, para 361.250.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROAUXILIODESEMPREGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.