Pedidos de falência cresceram 57,3% em março, informa a Serasa

O indicador Serasa Experian de falências e recuperações mostra que em março de 2015 foram feitos 140 pedidos de falência em todo o País, representando uma alta de 57,3% em relação aos 89 requerimentos efetuados em fevereiro. Na comparação com março de 2014, o número de pedidos cresceu 6,1%.

ÁLVARO CAMPOS, Estadão Conteúdo

02 de abril de 2015 | 09h37

Dos 140 requerimentos de falência de março, 69 foram de micro e pequenas empresas, 32, de médias e 39, de grandes. De acordo com os economistas da Serasa, a alta dos pedidos de falências é reflexo tanto da maior quantidade de dias úteis em relação a fevereiro quanto das crescentes dificuldades financeiras das empresas, tendo em vista o atual quadro econômico recessivo combinado com altas da inflação, dos juros e da taxa de câmbio.

Ao mesmo tempo, em março foram decretadas 62 falências, queda de 28,7% em relação a fevereiro e alta de 3,3% ante março de 2014. As recuperações judiciais requeridas, por sua vez, somaram 75 casos em março, um crescimento de 78,6% ante o mês anterior e alta de 41,5% contra março de 2014. As micro e pequenas empresas lideraram os requerimentos, com 50 pedidos, seguidos pelas médias (18) e grandes empresas (7). Em março, foram deferidos 70 pedidos de recuperação judicial, alta de 141,4% ante fevereiro e elevação de 48,9% na comparação com março do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
falênciapedidosSerasa Experian

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.