Reprodução/Internet
Reprodução/Internet

Pedidos de falência sobem 8,8% em julho, diz Serasa

Segundo economistas da Serasa Experian, empresas têm sido impactadas pela elevação da taxa de juros e a alta do câmbio

Álvaro Campos, O Estado de S. Paulo

05 de agosto de 2015 | 16h34

Os pedidos de falência subiram 8,8% em julho ante junho, segundo pesquisa da Serasa Experian, para 173. Na comparação com julho do ano passado, a alta foi de 22,7%. No acumulado dos sete primeiros meses do ano, os pedidos aumentaram 4,1% em relação ao mesmo intervalo de 2014, para 971. Dos pedidos de falência feitos este ano, 51,4% foram de micro e pequenas empresas, 22,2% de companhias de médio porte e 26,4% de grandes empresas.

De acordo com os economistas da Serasa, a solvência das organizações tem sido impactada negativamente com os aumentos nas despesas financeiras, geradas, principalmente, pelas elevações das taxas de juros. Além disso, com a recente alta do câmbio, muitas empresas com dívida em dólar estão enfrentando dificuldades. "O atual quadro recessivo da atividade econômica dificulta também a geração de caixa das empresas, agravando sua situação financeira", dizem os analistas.

O número de falências decretadas caiu 12,5% em julho ante junho, para 84, mas subiu 33,3% na comparação com julho do ano passado. No acumulado do ano, a alta é de 24,6%, para 532 casos.

Em relação aos pedidos de recuperação judicial, houve alta mensal de 28,6%, para 135 requerimentos, um recorde para os meses de julho. Na comparação com julho do ano passado, o crescimento foi de 117,7%. No acumulado do ano, houve elevação de 21,5%, para 627, o maior nível desde 2006.

No cômputo das recuperações judiciais deferidas, julho teve alta de 24,4% ante junho, para 112. Em relação a julho do ano passado, a elevação foi de 86,7%. No acumulado do ano, as recuperações deferidas somam 534 casos, aumento de 34,5% em relação aos sete primeiros meses de 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
serasafalência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.