Pedidos de recuperação judicial caíram 5% em janeiro

Os pedidos de recuperação judicial no Brasil registraram ligeira queda em janeiro, segunda baixa mensal consecutiva. O primeiro balanço de 2010 divulgado pela empresa de informações econômicas Equifax mostra que o volume de requerimentos ajuizados no País caiu 5% na comparação com dezembro, passando de 20 para 19 solicitações. Em relação ao mesmo mês do ano passado, a queda foi maior - de 62% (de 48 para 19 pedidos ajuizados). O número de recuperações judiciais deferidas, por sua vez, seguiu trajetória inversa. Foram aceitos 28 pedidos em janeiro, um aumento de 12% ante dezembro. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve queda de 12%.

GUSTAVO URIBE, Agencia Estado

09 de fevereiro de 2010 | 16h56

Os economistas da Equifax atribuem a queda do volume de pedidos de recuperação à diminuição do ritmo de funcionamento das instâncias judiciais, que trabalharam apenas em regime de plantão no mês passado. Os especialistas observam ainda que com a recuperação das empresas, após o pior período da crise financeira internacional, o número de pedidos e deferimentos de recuperação judicial vêm caindo gradualmente. "Somente uma deterioração das condições econômicas do País poderá impulsionar o número de recuperações judiciais", ressaltam.

O levantamento da Equifax também calculou o montante de falências requeridas e decretadas em janeiro. No primeiro mês do ano, o total de solicitações requeridas apresentou queda de 29% ante dezembro de 2009, de 143 pedidos para 102. O número de falências decretadas registrou baixa ainda maior, de 47%, passando de 100 para 53 casos. Os economistas da Equifax esperam que, ao longo de 2010, os números relativos a falências apresentem tendência de queda constante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.