Anna Moneymaker/NYT
Anna Moneymaker/NYT

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Pelosi diz que proposta de Trump para economia 'é um passo adiante, dois para trás'

Presidente da Câmara dos Deputados dos EUA afirma que plano para estimular economia precisa de mudanças para ter apoio dos democratas

Jan Wolfe/Reuters, Washington

10 de outubro de 2020 | 16h52

A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, afirmou neste sábado que a nova proposta de estímulo econômico elaborada pelo governo de Donald Trump, no valor de US$ 1,8 trilhão, é “um passo adiante, dois passos para trás” e que vai precisar de mudanças para contar com apoio dos democratas no Congresso.

Em mensagem semanal a colegas democratas, Pelosi disse que a proposta de Trump carece de “um plano estratégico para esmagar o vírus” e dá ao presidente liberdade demais para decidir como os recursos serão alocados.

“Neste estágio, ainda não concordamos com muitas prioridades, e os democratas estão esperando uma comunicação do governo sobre várias provisões, conforme as negociações sobre o plano continuam”, disse Pelosi na mensagem.

Valor aumenta

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, mencionou a proposta de US$ 1,8 trilhão em uma conversa por telefone de 30 minutos, segundo a Casa Branca.

A nova proposta do governo Trump é maior que a oferta de US$ 1,6 trilhão feita anteriormente por Mnuchin e está mais próxima dos US$ 2,2 trilhões que a Câmara dos Deputados, controlada por democratas, aprovou na semana passada.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.