Pelosi fala em novo pacote econômico de US$ 150 bilhões

Presidente da Câmara americana diz que recursos adicionais seriam necessários para combater economia fraca

Associated Press,

08 Outubro 2008 | 16h45

A presidente da Câmara dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, afirmou nesta quarta-feira, 8, que um segundo plano de estímulo é necessário neste momento em decorrência do enfraquecimento da economia. De acordo com ela, o valor do pacote seria de US$ 150 bilhões.   De fato, a Casa passou um proposta de ajuda econômica de US$ 61 bilhões no mês passado, antes que os congressistas entrassem em recesso por causa das eleições de 4 de novembro. O plano, porém, não foi aprovado pelo Senado.   Veja também: Ajuda de BCs mostra que crise é mais grave, diz economista Mantega convoca reunião de emergência do G-20 sobre crise Fed lidera corte global de juro e taxa cai 0,5 ponto percentual Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise Entenda o pacote anticrise que passou no Senado dos EUA  A cronologia da crise financeira  Veja como a crise econômica já afetou o Brasil  Entenda a crise nos EUA    Pelosi, do Partido Democrata, afirmou que a economia está enfraquecendo e que é provável que seja necessária mais ajuda. Mas o presidente George W. Bush prometeu vetar um novo programa que incluísse aumentos nos gastos públicos.   O Senado deve voltar aos trabalhos após o dia das eleições para completar uma lei sobre terras públicas e discutir outros assunto. A Casa também poderia voltar para considerar um plano de estímulo e questões adicionais.   O primeiro plano econômico neste ano custou US$ 168 bilhões e promoveu incentivos fiscais para empresas e restituições para a população. Na semana passada, o Congresso norte-americano passou um pacote que prevê US$ 700 bilhões para comprar ativos podres de bancos e mais US$ 150 bilhões em incentivos fiscais.

Mais conteúdo sobre:
Crise Financeira Crise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.