Pense bem como reclamar da sobrecarga no trabalho

Um estudo da Harris Interactive divulgado neste mês mostra que mais de 80% dos entrevistados nos Estados Unidos estão se sentindo estressados no trabalho. A principal razão é uma carga de trabalho nada razoável causada por reduções de equipe nos últimos anos.

O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2013 | 02h10

Segundo o diretor regional de serviços de carreira da Universidade Everest, John Swartz, embora a economia americana venha mostrando sinais de recuperação, os cortes feitos há três ou quatro anos ainda influenciam a vida dos trabalhadores. "Se 83% dizem estar estressados, alguém vai chegar ao limite.

Em vez de esperar um desastre acontecer, o melhor a fazer é conversar com o chefe - e fazer isso da maneira certa. Especialistas em carreira afirmam que tudo depende de como os argumentos são apresentados. É aconselhável também apresentar uma proposta de solução para a questão.

"A causa para a sobrecarga deve ser explicada por meio de um exemplo específico que possa ser discutido", explica a coach de executivos Margarita Plascencia. "Se a queixa for muito genérica, pode dar a impressão de choramingo"

Uma saída pode ser uma reflexão prévia à conversa. Antes de falar com o chefe, o trabalhador pode tentar identificar as razões para o sentimento de sobrecarga, quais são os problemas de sua vida e como ele próprio organiza a energia para o trabalho. Após essa análise, pode ser a hora de marcar uma conversa para discutir as soluções.

Toda a preparação não elimina, no entanto, a possibilidade de momentos constrangedores. "Se o empregado não se coloca da maneira correta, pode dar a impressão de que não está se esforçando o suficiente e de que não pensa na equipe como um todo", diz Scott Moss, presidente da construtora Moss, de Fort Lauderdale, na Flórida./ THE MIAMI HERALD

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.