Pequena indústria paulista começa a demitir

Pesquisa mostra que cada empresa do setor demitiu, em média, 2,5 trabalhadores no último trimestre de 2008

ANNE WARTH, Agencia Estado

20 de janeiro de 2009 | 18h23

Pesquisa do Sindicato da Micro e Pequena Indústria do Estado de São Paulo (Simpi), realizada entre os dias 12 e 15 de janeiro, mostra que cada empresa do setor demitiu em média 2,5 trabalhadores no último trimestre do ano e pretende dispensar 3 empregados nos próximos meses.   Veja também: Desemprego, a terceira fase da crise financeira global De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise O Simpi, que representa cerca de 200 mil empresas em todo o Estado e gera 1 milhão de empregos, fez o levantamento com uma amostra de 1.068 micro e pequenas indústrias, das quais 831 responderam à pesquisa. Desse total, 51 delas demitiram 126 trabalhadores no fim do ano passado e 153 pretendem dispensar 456 empregados no início de 2009.Para a maior parte dos empresários, a maior dificuldade a ser enfrentada em 2009 será a incerteza no mercado, apontada por 24,5% dos entrevistados, seguida pela falta de crédito (21,2%), queda nas vendas (18,9%) e carga tributária (16,1%)."A nossa impressão é de que o cenário de demissões é muito ruim. Multiplicar o número de empresas pela média de 3 demissões nos próximos meses é algo assustador. E isso só na indústria", disse o presidente do Simpi, Joseph Couri. "Acho que precisamos urgentemente juntar esforços para pedirmos ao governo providências que impeçam o aumento do desemprego."

Tudo o que sabemos sobre:
demissõesindústria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.