Pequenas e médias empresas serão novo foco do BNDES

O vice-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Darc Costa, informou que as pequenas e médias empresas serão o foco das novas políticas operacionais que a instituição deve divulgar nas próximas semanas. Segundo ele, essas empresas "são importantíssimas" para o desenvolvimento do País. Os gerentes de banco devem, na visão dele, ser o pequeno empresário não apenas como um pequeno empresário, mas como uma possibilidade de crescimento futuro para a instituição financeira.Sobre possíveis exigências que as instituições venham a fazer para atuar neste segmento, Darc Costa foi enfático dizendo que vai coibir ações desse tipo, porque "nosso dinheiro não é moeda de troca para o sistema financeiro." O vice-presidente do BNDES também destacou a importância do Banco Central para a retomada do crescimento econômico. "A moeda é meio. O objetivo central de qualquer política é gerar emprego", disse, reforçando que a meta fundamental do governo deve ser a geração de emprego. Lembrou que a cada ano, 1,8 milhão de jovens ingressam no mercado de trabalho. De acordo com ele, o desafio do governo é fazer com que a sociedade volte a acreditar mais em si, retomando a idéia de um projeto de desenvolvimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.