Pequenas empresas terão ajuda para inovar

Subsídios do Sebrae para os próximos três anos devem superar os R$ 400 milhões e beneficiar 48 mil micro e pequenas empresas

Naiana Oscar, O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2010 | 00h00

O Sebrae Nacional anunciou ontem investimentos de R$ 409 milhões para micro e pequenas empresas aplicarem em inovação nos próximos três anos. Os recursos vão subsidiar diretamente projetos em cinco categorias, que exijam aportes de até R$ 600 mil. Nos casos mais simples, os empresários podem ter acesso ao subsídio mesmo sem projeto inicial. O anúncio foi feito na véspera do Dia da Inovação, comemorado hoje, em homenagem a Santos Dumont, que em 1901 sobrevoou a Torre Eiffel, num exemplo concreto de inovação.

 

VEJA TAMBÉM:

especial Seu negócio dos sonhos na ponta do lápis

Os programas criados pelo Sebrae para incentivar soluções inovadoras nas empresas abrangem desde projetos de redução de desperdício até a adequação de produtos com foco na exportação. "Algumas dessas iniciativas já existiam de forma dispersa no Sebrae. Agora, elas serão alvo de um investimento maior", disse o diretor técnico Carlos Alberto dos Santos. Em 2010, esses projetos receberam R$ 28 milhões. A partir do ano que vem, serão R$ 85 milhões, chegando ao dobro disso em 2013.

Os programas devem beneficiar 48 mil empresas em todo o País, em três anos. Eles exigirão um total de R$ 787 milhões - R$ 409 milhões virão do Sebrae Nacional e o restante das próprias empresas e de parceiros como BNDES, governos e agências regionais do Sebrae.

As linhas de apoio mais sofisticadas, como SebraeTec Inovação, SebraeTec Inova e Indicações Geográficas (IG), serão detalhadas em editais. Já na primeira etapa, é preciso apresentar um projeto para justificar o investimento, que pode chegar a R$ 600 mil. Já nos programas de serviços tecnológicos básico e avançado, que contemplam investimentos mais modestos, não é preciso ter um projeto pronto. Basta procurar os consultores do Sebrae.

Por exemplo, uma empresa que quer reduzir desperdícios pode procurar o Sebrae, fazer o projeto e constatar que precisa de R$ 6 mil para tirar a ideia do papel. O subsídio do Sebrae pode atingir R$ 3 mil; o investimento mínimo da empresa (de 10%) será de R$ 600 e o restante, os consultores vão ajudar o empresário a obter com parceiros.

A preocupação de conscientizar os empreendedores a inovar tem uma explicação: "Até pouco tempo atrás, as empresas morriam por causa de crise econômica. Agora, elas não conseguem sobreviver por causa da concorrência", diz Paulo Okamotto, presidente do Sebrae. Uma das saídas para entrar nessa corrida de igual para igual é investir em inovação.

Na prática. O empresário paulista Jurandir Alves de Moraes, de 52 anos, descobriu isso em 2008. Ele fabrica cerca de 120 produtos de utilidades domésticas e viu um dos carros-chefe da empresa perder espaço na prateleira de grandes redes de material de construção para marcas concorrentes. Os cabides de pendurar toalhas no banheiro e na cozinha já não estavam chamando atenção do consumidor. Com R$ 6 mil obtidos por meio do programa SebraeTec e R$ 15 mil próprios, Moraes mudou o design do produto e fez as vendas aumentarem 40%. "O retorno foi tão bom que agora estamos sempre atrás de novidades."

Mas, para se alcançar resultados, é preciso estabelecer regras. O diretor executivo do Instituto de Tecnologia de Software e Serviços, José Vidal Bellinetti, diz que não basta ter um funcionário criativo e esperar dele grandes ideias. "É importante interagir com clientes, saber do que eles precisam e incentivar que todos sugiram inovações."

AS CINCO LINHAS DE APOIO

Serviços Tecnológicos Básicos

Valor médio do projeto de R$ 10 mil, com subsídio de até R$ 5 mil. A fatia da empresa é de 10% do custo. O prazo de execução é de até 6 meses

Serviços Tecnológicos Avançados

Valor médio de R$ 30 mil, com subsídio de R$ 15 mil. A fatia da empresa é de 20%, com prazo de execução de até 9 meses

Sebraetec Inovação

Valor médio de R$ 90 mil. Com 50% de subsídio e prazo de 12 meses. Detalhes no edital

SebraeTec Inova

Projetos de R$ 600 mil, com até 50% de subsídio e prazo de 24 meses. Detalhes no edital

Indicações Geográficas

Valor médio de R$ 400 mil, com subsídio de até 50% e prazo de 24 meses. Detalhes no edital

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.