Pequenas empresas terão incentivos à exportação

As pequenas e médias empresas (PMEs) paulistas terão em breve mais um canal para chegar ao mercado internacional - que, nos últimos meses, se transformou em uma espécie de "aspirador" de produtos nacionais com o aumento das exportações. A Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) apresenta, nesta quarta-feira, a Central de Atendimento ao Exportador (CAE) para as Câmaras de Comércio e Indústria Internacionais de SãoPaulo, instituições que congregam centenas de empresas e que podem ser a esteira para chegar até os portos brasileiros.A central, criada há cerca de 11 meses pela Secretaria da Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Turismo do Estado de São Paulo, indica todos os passos que as pequenas e médias empresas precisam seguir para colocar seus produtos no mercado externo. Com isso, o governo estadual acredita que, entre 2002 e 2006, as exportações do Estado crescerão pelo menos 50%, passando de US$ 20 bilhões para US$ 30 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.