Pequeno agricultor ganha cartão de crédito

De olho no pequeno e médio produtor rural, a operadora argentina Cabal, que tem como principal acionista brasileiro o Banco Cooperativo do Brasil (Bancoob), está lançando os três primeiros cartões de créditos do Brasil destinados a membros de cooperativas agrícolas. Todos terão também a opção pelo débito, permitindo movimentações bancárias e a retirada de dinheiro na rede banco 24 Horas.A operadora decidiu investir neste segmento baseada em estudos que mostram que o segmento de baixa renda no mercado de cartões - entre R$ 200 e R$ 500 - é composto por 9 milhões de clientes, dez vezes mais do que em 1998.O primeiro cartão é o Agricard, da Cooperativa de Crédito Rural da Cooperativa dos Cafeicultores e Citricultores de Bebedouro (SP) (Credicitrus). O próximo é da Cooperativa dos Plantadores de Cana de Sertãozinho (SP) (Coopercana), a ser apresentado em junho. Até o final do ano, será a vez da Cooperativa de Crédito Rural da Região da Mogiana (Credisan), na cidade de São João da Boa Vista (SP)."O pequeno e médio produtor rural só tem renda de fato quando vende sua safra, uma vez por ano. Por isso, muitos não conseguem ter acesso ao cartão de crédito. Se ele for cooperado de uma destas entidades terá o benefício", disse a coordenadora de planejamento da Versão Br, Katia Galdiano, consultoria que desenvolveu o projeto dos cartões. Em dois anos, as instituições financeiras esperam ter 20 mil cooperados com cartão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.