Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Perda do Dresdner Bank totalizou US$ 1,92 bi em 2007

A seguradora alemã Allianz disse que o Dresdner Bank, que representa 96% de suas operações, registrou prejuízo líquido de cerca de 450 milhões de euros (US$ 663,5 milhões) no quarto trimestre do ano passado, em grande parte refletindo as baixas contábeis de 900 milhões de euros (US$ 1,34 bilhão). Em todo o ano de 2007, as baixas contábeis do Dresdner Bank somaram 1,3 bilhão de euros (US$ 1,92 bilhão).Durante conferência para divulgação do balanço da companhia, o diretor-executivo da empresa, Michael Diekmann, confirmou que as operações bancárias do grupo, que incluem o Dresdner Bank e seu braço de investimento Dresdner Kleinwort, serão reajustadas com maior foco em "operações orientadas para o futuro", como administração de recursos e financiamento de infra-estrutura.Ao mesmo tempo, serão reduzidas as operações com fundos SIVs (sigla em inglês para veículo de investimento estruturado), "já que o modelo de arbitragem com juro tem um árduo futuro", disse o executivo. O objetivo de um SIV é lucrar com as diferenças de taxas entre pedir emprestado a curto prazo num mercado de baixo risco e emprestar a longo prazo num mercado de maior risco.SeguradoraA Allianz, maior seguradora européia em termos de prêmio bruto, admitiu hoje que pode realizar baixas contábeis este ano. A Allianz divulgou queda de 52% em seu lucro líquido do quarto trimestre de 2007, para 665 milhões de euros (US$ 980,54 milhões), já que a crise financeira provocou desequilíbrio relevante em suas operações bancárias e os resultados com seguros e operações de administração de ativos não foram tão positivos. As receitas subiram 4,5% para 25,9 bilhões de euros (US$ 38,19 bilhões).O lucro líquido em todo o ano de 2007 subiu 13,5% e somou 7,97 bilhões de euros (US$ 11,75 bilhões). Diekmann fez projeções para desempenho das operações do grupo nos segmentos de seguros e para outros investimentos, mas acrescentou ser difícil realizar projeções para suas operações bancárias, diante das atuais incertezas. "Não é possível realizar um diagnóstico confiável", disse. As informações são da Dow Jones.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

21 de fevereiro de 2008 | 09h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.