Perdigão compra Eleva por R$ 598 milhões mais ações

A Perdigão anunciou, ontem à noite, por meio de fato relevante, a compra da Eleva Alimentos. Pelo acordo firmado entre as duas companhias, a Perdigão deterá o controle acionário da Eleva, que passará a ser uma subsidiária integral da primeira. Conforme o comunicado, os acionistas controladores da Eleva venderão 23,170 milhões de ações à Perdigão pelo valor de R$ 25,82 por ação, totalizando R$ 598 milhões, que deverão ser pagos pela Perdigão até 30 de dezembro de 2007. Essas ações são correspondentes a 35,74% do capital votante e total da Eleva. O acordo também prevê uma troca de ações.Pelo contrato, a Perdigão também passará a deter os 53,77% remanescentes da participação dos acionistas controladores que, por sua vez, receberão 15,463 milhões de ações da Perdigão.Para financiar a compra das ações que serão pagas em dinheiro, a Perdigão fará uma oferta pública de distribuição primária de ações. O pedido de registro de oferta primária foi aprovado hoje pelo conselho de administração da companhia e deve ser protocolado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) amanhã. No comunicado, a Perdigão informa ainda que convocará, assim como a Eleva, assembléia geral de seus acionistas para deliberar sobre a incorporação de ações assim que forem cumpridas algumas exigências legais.Após o pagamento em dinheiro pelas ações dos acionistas controladores da Eleva, a Perdigão realizará oferta pública de aquisição (OPA) de ações dos minoritários da Eleva, pelo mesmo preço pago aos majoritários, ou seja, de R$ 25,82 por ação. Os minoritários também receberão ações da Perdigão na proporção de uma ação de emissão da Perdigão para 1,74 ações da Eleva.A Perdigão aposta em sinergias financeiras, operacionais e comerciais com a compra da Eleva, e ressalta, em comunicado, o benefício fiscal gerado pela amortização do ágio resultante da operação.A compra da Eleva pela Perdigão deverá ser levada ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e à Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae).

TATIANA FREITAS, Agencia Estado

31 de outubro de 2007 | 07h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.