coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Perdigão dará férias coletivas a 1.520 funcionários no MS

Parada técnica vai atingir produção de aves da companhia, segundo recomendação da Abef para redução

Tatiana Freitas, da Agência Estado,

06 de fevereiro de 2009 | 11h17

A Perdigão concederá férias coletivas a 1.520 funcionários da unidade de Dourados, em Mato Grosso do Sul, a partir da próxima quarta-feira, 11. A parada técnica, que atingirá trabalhadores que atuam na produção de aves, será de 30 dias, com as atividades sendo retomadas em 13 de março, segundo informações de sua assessoria de imprensa. A companhia já havia anunciado que pretendia realizar paradas técnicas na produção destinada a exportações no primeiro trimestre, com o objetivo de ajustar a oferta ao nível atual de demanda.   Veja também De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    Na última terça-feira, a empresa informou que aproximadamente 2,3 mil funcionários da unidade de Lajeado e 580 trabalhadores da fábrica de Cavalhada, ambas no Rio Grande do Sul, também paralisarão as suas atividades por 30 dias entre os meses de fevereiro e março. Em entrevista exclusiva concedida à Agência Estado recentemente, o presidente da Perdigão, José Antonio Fay, revelou que cerca de dez unidades da empresa devem ter a produção parcialmente paralisada nos próximos meses, de um total de 42, com a finalidade de promover ajuste dos estoques.   O setor segue recomendação da Associação Brasileira dos Exportadores de Frango (Abef) para redução da produção destinada ao mercado externo em cerca de 20% no primeiro trimestre de 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.