Perfuração de 1º poço da Bacia de São Francisco será em 2009

Segundo gerente da Petrobras, nada foi descoberto ainda na região, mas potencial da área é indiscutível

Wellington Bahnemann, da Agência Estado,

30 de janeiro de 2008 | 17h11

O gerente de Planejamento da Produção de Gás de Exploração e Produção (E&P) da Petrobras, Mauro da Silva Sant'Anna, revelou que a estatal deverá perfurar, em 2009, o primeiro poço na Bacia de São Francisco, área em terra tida pelo mercado com grande potencial para o gás natural. "Até agora nada foi descoberto nessa região, porque ainda não foi perfurado nenhum poço. Em 2008, serão conduzidas pesquisas sísmicas. A perfuração do primeiro poço está previsto para ocorrer em 2009", disse o executivo, que participou nesta quarta-feira, 30, em São Paulo, da 4ª Conferência Anual sobre o Mercado de Gás, promovido pelo IIR. O executivo contou que a Petrobras detém vários blocos na região, alguns deles em parceria com a British Gas (BG). Segundo ele, o potencial de gás da área é indiscutível, só que a descoberta pode não ser tão fácil. O gerente lembrou que a Bacia do São Francisco é a mais antiga do Brasil em termo de idade geológica. "A segunda mais antiga é a Bacia do Amazonas, onde temos entre 40 e 50 anos de trabalho e descobrimos uma reserva relativamente pequena perto do tamanho da área. Isso porque as bacias paleozóicas são difíceis", comparou. Apesar disso, o executivo garantiu que a Bacia do São Francisco não perdeu prioridade no planejamento da companhia, até porque existe um compromisso firmado com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). "Agora, se houver descoberta de gás será uma excelente notícia, porque gás em terra normalmente é mais barato", afirmou Sant'Anna.

Mais conteúdo sobre:
PetrobrasGás

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.