Persistência da inflação e boatos derrubam a bolsa

A persistente alta nos preços e os rumores de que os números da inflação estão sendo vazados antes do anúncio oficial (boatos desmentidos pela Fundação Getúlio Vargas) derrubaram a bolsa de São Paulo nesta quarta-feira. O Ibovespa encerrou o pregão em queda de quase 4% (3,96%), com giro de R$ 1,05 bilhão, em 21,776 pontos. Apesar da forte queda de hoje, o índice teórico da bolsa paulista acumula uma leve alta de 0,10%. Segundo a editora Márcia Pinheiro, minutos antes de a Andima divulgar a primeira prévia do IGP-M de março, grande parte dos operadores de mercado já dispunha dos números. O mesmo teria acontecido terça-feira, quando da divulgação do IGP-DI de fevereiro. O coordenador de análises econômicas da FGV, Salomão Quadros, responsável pelos dois índices, negou o vazamento de informações. Segundo ele, a divulgação dos números da inflação segue a mesma rotina há 15 dias. O economista informou que o Andima recebeu os números 15 minutos antes do anúncio oficial.

Agencia Estado,

10 Março 2004 | 18h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.