Personal trainer: exclusividade e resultados

O personal trainer é o profissional de educação física que está qualificado para desenvolver, prescrever e planejar programas de treinamentos físicos personalizados. A contratação de um personal trainer é ideal para o aluno que deseja privacidade para o seu treinamento, necessita de resultados rápidos, gosta de exclusividade e também para pessoas que precisam de exercícios para melhorar a saúde por questões médicas, como diabéticos, hipertensos e asmáticos. O diretor da assessoria esportiva Body Life, Maurício Filardi, destaca que o personal pode trabalhar no lugar que seu cliente desejar. "O profissional pode dar aulas em academias, condomínios, parques, empresas ou em outro lugar que seja mais cômodo para o aluno", afirma. Maurício ressalta que o desempenho do aluno com o personal trainer é bem melhor do que se ele estiver realizando um treino normal em academia. "O personal tem a capacidade de desenvolver treinamentos de resultados rápidos e rendimento melhor da aula", avisa. O diretor da Body Life explica que os resultados rápidos aparecem sem o auxílio de anabolizantes ou estimulantes, apenas com treinamento disciplinado e dedicação do professor.A proprietária da academia Personal Center, personal trainer e mestre em educação física, Daisy Pinheiro, lembra que o personal trainer começou com a necessidade de atletas e artistas que precisavam de um treinamento individual para conseguir determinados resultados físicos. Daisy revela que cerca de 99% das pessoas procuram este profissional atualmente por motivos estéticos. "Poucos alunos procuram o personal por motivo de saúde ou para treinamentos atléticos. A grande maioria procura por estética", afirma.Serviço é cobrado por horaDaisy explica que o personal precisa descobrir quais são as necessidades e desejos do cliente para montar um programa de resultados positivos. "O resultado mais esperados pelos clientes é a modelagem corporal", afirma. O trabalho personalizado traz resultados rápidos mas também é mais caro do que as academias. De acordo com os especialistas, a hora/aula de um personal trainer custa em média entre R$ 35,00 e R$ 80,00. O sucesso do personal, segundos os especialistas, depende também do auxílio de uma dieta nutricional bem elaborada. O seu trabalho é multidisciplinar, pois ele prepara o treinamento físico adequado às recomendações de um médico, ortopedista, massagista, nutricionista ou fisioterapeuta. "Para o programa de treinamento ter resultado rápido é necessário um acompanhamento nutricional", aconselha a proprietária da Personal Center. Ao contratar este profissional o consumidor deve tomar alguns cuidados. Veja as dicas dos especialistas.- O primeiro é pedir a indicação de amigos ou parentes que já utilizaram o serviço de personal trainer.- O personal trainer deve trabalhar em conjunto com nutricionista e profissionais de saúde para obter os resultados adequados. O personal não é o profissional indicado para prescrever dietas, este é um trabalho do nutricionista.- Antes de começar o treinamento, o personal trainer deve exigir do aluno uma avaliação física e médica. O cliente deve desconfiar do profissional que não realiza uma avaliação.- O aluno deve certificar-se da qualificação do personal trainer. Este profissional deve ser formado em educação física e possuir registro no Conselho Regional de Educação Física (CREF). - O cliente deve redigir um contrato de prestação de serviço que defina o preço, local, horários, duração, formas de pagamento, cancelamento e regras dos serviços prestados. No pagamento, o ideal é que o cliente faça um recibo.- Os alunos devem evitar os profissionais que costumam agir como médicos, nutricionistas, fisioterapeutas e psicológos, pois o trabalho do personal e apenas de prescrever um treinamento físico adequado as necessidades de seu cliente.- Para atingir bons resultados, o aluno deve ser sincero sobre sua rotina, alimentação e condição física e de saúde.Veja nos links abaixo com escolher uma boa academia de ginástica e as principais recomendações do Procon-SP para a contratação deste serviço.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.