Perspectivas mantêm mercados otimistas

Sem notícias negativas, os investidores continuam otimistas com as perspectivas econômicas para o Brasil em 2002. Com a possibilidade do afrouxamento das metas de racionamento de energia e a desvalorização do real frente ao dólar, os analistas acreditam que o País poderá retomar a trajetória de crescimento. Ontem, o governo anunciou o primeiro passo para o abrandamento progressivo do racionamento de energia e os investidores comemoram a notícia (veja mais informações no link abaixo).O dólar voltou a cair hoje também com um outro fator positivo. A Ambev anunciou que pretende captar um volume de até US$ 1 bilhão em papéis com prazo de 10 anos. A empresa informou que estes recursos devem ser usados como investimento. O dólar operou em baixa na maior parte da manhã e, às 15h20, era vendido a R$ 2,5120, com queda de 0,83% em relação aos últimos negócios de ontem. A estréia do mercado futuro de ações na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) - veja mais informações no link abaixo - abriu a possibilidade de que o volume de negócios aumente ainda mais. Já o afrouxamento das metas de energia teve boa repercussão entre as ações do setor elétrico. Exemplo disso são as ações ordinárias (ON, com direito a voto) da Light - empresa de energia do Rio de Janeiro - que, há pouco, eram vendidas a R$ 108,00, com alta de 8% em relação ao fechamento de ontem. O Ibovespa - que mede a valorização das ações mais negociadas na Bovespa - opera com alta de 3,15%, também favorecido pela alta dos papéis da Telemar, que registram ganho de 4,66% em relação aos últimos negócios de ontem - ações ON.No mercado de juros, as taxas continuam em queda. Com o dólar em patamares mais baixos, a pressão de alta sobre os índices de inflação deve diminuir, abrindo espaço para que o Comitê de Política Monetária (Copom) reduza a Selic, a taxa básica de juros da economia, na próxima reunião, em dezembro. No início da tarde, os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagavam juros de 19,900% ao ano, frente a 20,250% ao ano ontem.Mercado internacionalO índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires está em alta de 1,35%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - opera com alta de 1,16%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra alta de 1,43%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e o prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

23 de novembro de 2001 | 15h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.