carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Perspectivas para o Brasil são boas, diz

Em estudo divulgado ontem, a diretoria-executiva do Fundo Monetário Internacional (FMI) avalia que as perspectivas para a economia brasileira a curto prazo são positivas. ''''Em que pese a valorização significativa do real e o aumento sustentado das importações, a balança de transações correntes deve registrar mais um superávit moderado em 2007, o que espelha o continuado vigor das exportações do País'''', diz o documento, no qual os diretores dizem esperar que a melhora dos fundamentos da economia e o nível atraente dos preços dos ativos continuem a estimular a entrada de capitais.Os diretores do FMI ''''congratulam'''' as autoridades brasileiras pelo desempenho vigoroso da economia ''''Tendo como pano fundo a conjuntura econômica favorável, o País vem colhendo os frutos de um notável esforço fiscal, de uma política monetária sólida e da redução das vulnerabilidades'''', diz o documento, referente às consultas do artigo IV de 2007 com o País, concluídas em 30 de julho. A instituição ainda destaca o ''''declínio significativo da inflação e da dívida pública em relação ao PIB, bem como o acúmulo de reservas oficiais num patamar confortável''''.Para o FMI, o principal desafio a ser vencido continua sendo a criação de condições para atingir taxas de crescimento sustentável mais elevadas e avançar na redução da pobreza. O lançamento do PAC foi avaliado pelo FMI como um fato positivo no que diz respeito à expansão da economia.A atuação do Banco Central na condução do regime de metas de inflação também foi elogiada pela instituição. Os diretores do FMI ainda consideram que há espaço para novos cortes na taxa de juros, embora reconheçam a necessidade de vigilância constante.

Paula Laier, O Estadao de S.Paulo

07 de setembro de 2019 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.