Peru apóia cúpula de comércio proposta por Lula

O presidente do Peru, Alejandro Toledo, disse em entrevista à BBC que apóia a reunião de cúpula mundial proposta nesta quinta-feira em Londres pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pelo primeiro-ministro britânico Tony Blair, para tentar desbloquear as negociações da Organização Mundial de Comércio (OMC). "Saúdo esta iniciativa", afirmou Toledo. "Esta reunião é importante para discutir uma via de mão dupla, com abertura entre todos os países. Os países desenvolvidos não podem pregar uma coisa e fazer outra", disse o presidente peruano.Toledo está em Washington para um encontro, nesta sexta-feira, com o presidente George W. Bush. Os dois devem conversar com um tratado de livre comércio entre os dois países, negociado recentemente e que deve ser assinado no dia seis de abril. Depois de assinado, o acordo ainda precisa ser aprovado pelos Congressos dos dois países.Ásia Membro associado do Mercosul, o Peru também está negociando acordos de livre comércio com a China, Tailândia, Cingapura, Chile e México. Questionado sobre o impacto desse acordo com os Estados Unidos no Mercosul, Toledo diz que nada muda na relação com os parceiros do sul."Sou um apaixonado pela integração", afirma, lembrando que a Comunidade Sul Americana foi criada no país e já integra 12 nações. "Integrando transformamos nossas vantagens comparativas em vantagens competitivas, para penetrar em outros mercados", diz o presidente.Toledo diz que a aliança estratégia entre Peru e Brasil "é um exemplo claro da integração que se pode fazer na América Latina".Ele lembrou que as viagens entre Brasil, Peru e Chile já dispensam passaporte e que duas rodovias que estão sendo construídas entre Brasil Peru integrarão os dois países e facilitar a exportação via Oceano Pacífico de produtos brasileiros para a Europa e a Ásia."E nós nos beneficiamos de um mercado relativamente grande no Brasil", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.