Peru muda seu negociador de tratado Comercial com os EUA

O chanceler José Antonio García Belaúnde informou que o economista Hernando de Soto não será mais o representante do Peru nas negociações para ratificar o Acordo de Promoção Comercial com os Estados Unidos e será substituído pelo embaixador peruano em Washington, Felipe Ortiz de Zevallos.Em declarações à emissora de rádio CPN, García Belaúnde disse que "o embaixador Zevallos está em Washington e vai acompanhar o tema".Em agosto, De Soto foi nomeado pelo governo do social-democrata Alan García como seu representante pessoal nos EUA. Sua principal missão era negociar um Tratado de Livre-Comércio que incluísse todos os peruanos.A confirmação do afastamento de Soto do processo reforça os boatos sobre seu descontentamento no posto como representante do governo peruano. Ele declarou em Lima que não se sentia "nada otimista" em relação à aprovação do tratado pelo Congresso americano.Além disso, teve que enfrentar acusações de "um conflito de interesses" entre seu trabalho e os fundos econômicos que recebe do órgão estatal americano Usaid para o Instituto Liberdade e Democracia (ILD), organização que dirige.Hernando de Soto, de 65 anos, é presidente do ILD, com sede em Lima, que tem contratos de assessoria em 29 países da Europa Oriental, Oriente Médio, África Subsaariana e Ásia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.