JF Diorio / Estadão
JF Diorio / Estadão

Pesquisa aponta Curitiba como o 4º melhor aeroporto do mundo; Campinas é o 10º

Brasil é o único país a ocupar duas posições na lista dos dez mais bem avaliados; no ranking geral, 12 aeroportos nacionais atingiram pontuação para figurar na lista dos 50 melhores do mundo

Fabiana Holtz, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2019 | 08h54

O Aeroporto Internacional Afonso Pena, de Curitiba (PR), e o Aeroporto Internacional de Viracopos, localizado em Campinas (SP), estão entre os dez melhores aeroportos do mundo, de acordo com o ranking internacional 2019 divulgado nesta quinta-feira, 9, pela AirHelp Score, empresa especializada em direitos dos passageiros aéreos.

Com pontuação final de 8,37, o aeroporto curitibano ficou na 4.ª posição do mundo, enquanto o campineiro ficou na 10.ª, com nota final de 8,25. O Brasil é o único país a ocupar duas posições na lista dos dez melhores aeroportos.

Segundo a pesquisa, o melhor do mundo é o Aeroporto Internacional Hamad, no Catar, com nota final de 8,39, seguido pelo Aeroporto Internacional Tóquio Haneda, no Japão (8,39), e pelo Aeroporto Internacional de Atenas, na Grécia (8,38).

No ranking geral, 12 aeroportos brasileiros atingiram pontuação para figurar na lista dos 50 melhores do mundo. Entre outros destaques do País a lista ainda inclui os aeroportos do Recife (11.º lugar), de Brasília (13.º), de Confins (15.º), em Minas Gerais, o Santos Dumont (17.º), no Rio de Janeiro, e o Aeroporto Internacional Pinto Martins (19.º), em Fortaleza. O Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP), o maior do Brasil, ficou em uma modesta 45º posição.

Nesta edição, 132 aeroportos foram avaliados. Pontualidade foi o critério de maior peso na pesquisa, respondendo por 60% dos pontos. Qualidade do serviço e qualidade do varejo (alimentação e lojas) também foram analisadas, com cada item respondendo por 20% dos pontos.

Em nota, Karin Herbsthofer, especialista em direitos dos passageiros da AirHelp, ressalta que a pontualidade foi o índice em que os aeroportos brasileiros foram mais bem avaliados, sendo que 11 dos 12 aeroportos tiveram nota acima de oito. Em segundo lugar vem a qualidade dos serviços e, por último, a qualidade do varejo, que leva em consideração opções de alimentação e lojas.

Companhias aéreas

No ranking das companhias aéreas, a Latam, que é resultado da fusão entre a chilena LAN e brasileira TAM, recebeu o título de 6.ª melhor aérea do mundo. Entre as demais que operam no mercado doméstico, a Azul ficou no 29.º lugar e a Gol ocupou a 58.ª posição.

Embora tenham atingido boa pontuação em serviço e pontualidade, as companhias aéreas brasileiras foram mal avaliadas no atendimento a queixas de passageiros.

Com nota 8,23, o primeiro lugar ficou com a Qatar Airways, que também liderou a lista em 2018, seguida pela American Airlines e Aeromexico, ambas com pontuação de 8,07.

A pesquisa considera informações de voos da base de dados da AirHelp e centenas de pesquisas com passageiros. No total, cerca de 40 mil usuários contribuíram com a pesquisa, que contou com a participação de aproximadamente 2,5 mil brasileiros.

O ranking avaliou as 72 aéreas com base em três critérios: pontualidade dos voos segundo a base de dados da AirHelp; qualidade do serviço das companhias aéreas segundo avaliação de passageiros; e processamento de reclamações com base na eficiência para o atendimento a pedidos de indenização de clientes. Os três critérios têm o mesmo peso - cada um com 33,33% da pontuação final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.