EFE/EPA/SU YANG
EFE/EPA/SU YANG

Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Pesquisa aponta estagnação da indústria chinesa

Índice oficial de gerentes de compras de janeiro deverá cair para 50,0 pontos, nível neutro, ante 50,2 em dezembro, de acordo com a mediana das previsões de 29 economistas

Reuters, O Estado de S.Paulo

30 de janeiro de 2020 | 04h00

O crescimento do setor manufatureiro da China provavelmente estagnou em janeiro, após dois meses de ganhos modestos, com o surgimento do novo coronavírus se somando aos riscos que a economia já está enfrentando, mostrou uma pesquisa da Reuters.

Mais de uma centena de pessoas morreram pelo vírus na China nas últimas semanas e milhares foram infectadas, provocando restrições generalizadas de transporte e medidas de saúde pública que pesam bastante nos setores de viagens, turismo e varejo.

O índice oficial de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de janeiro deverá cair para 50,0 pontos, nível neutro, ante 50,2 em dezembro, de acordo com a mediana das previsões de 29 economistas. A marca de 50 separa expansão de contração numa base mensal. Os dados serão divulgados na sexta, 31.

A China também divulgará uma pesquisa semelhante sobre a atividade no setor de serviços, o que pode fornecer uma melhor leitura do dano econômico inicial. Espera-se que lojas, restaurantes e cinemas tenham uma queda nas vendas à medida que as pessoas evitam áreas com aglomerações.

Já se esperava que a data do longo feriado do Ano-Novo Lunar fosse diminuir a atividade industrial em certa medida após uma leitura mais forte do que a esperada em dezembro.

Autoridades de saúde dizem ser muito cedo para saber o quão perigoso é o coronavírus e quão facilmente ele se espalha, mas alguns analistas dizem que o golpe na economia pode ser semelhante ao observado durante o surto de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) em 2002 e 2003.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.