Pesquisa aponta os piores planos de saúde

A Associação Médica Brasileira (AMB) e a Associação Paulista de Medicina (APM) promoveram hoje, no Hotel Renaissance, em São Paulo, o II Congresso Brasileiro e o III Congresso Paulista de Política Médica. Lideranças médicas de São Paulo e dos demais Estados da Federação. Foram debatidos importantes questões sobre Saúde Pública e Privada e divulgada uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha que indicou os piores planos de saúde de cada Estado brasileiro.Os principais assuntos abordados pela pesquisa foram: empresas que interferem e diminuem o tempo de internação, empresas que não respeitam o período pré-operatório, interferência nos diagnósticos, restrição de exames e consultas, dificuldade no pagamento de honorários, empresas que reduziram o valor dos honorários médicos e as operadoras que apresentam procedimentos burocráticos na prestação de serviços.Os piores planos de saúde em cada Estado, de acordo com a pesquisa, são:Região Sudeste Rio de Janeiro 1. Golden Cross2. Amil 3. Geap São Paulo 1. Amil 2. Samcil 3. Intermédica Saúde Minas Gerais1. Ipesemg2. Golden Cross3. Bradesco Saúde; Cassi (Banco do Brasil): PM MG; Executive Med Espírito Santo 1. Samp ; Vix Saúde; PHS 2. Geap: Golden Cross Região Sul Rio Grande do Sul 1. Instituto de Previdência do Rio Grande do Sul2. Golden Cross3. Cassi (Banco do Brasil)Paraná 1. Amil: Golden Cross; Clinihauer2. Unimed Curitiba; Bradesco Saúde; HSBC Saúde Bamerindus Santa Catarina 1. Cassi (Banco do Brasil)2. Bradesco Saúde 3. GeapRegião Centro OesteBrasília 1. Amil 2. Golden Cross3. Blue Life; Geap Goiás 1. Ipasgo 2. Golden Cross3. Amil; Geap e Cassi (Banco do Brasil)Mato Grosso do Sul 1. Cassems Região Nordeste Bahia1. Plan Serv 2. Geap3. Golden Cross; Sul AméricaAlagoas 1. Smile; Geap Ceará 1. Hapvida 2. Geap 3. Amil; Camed (Banco do Nordeste)Paraíba 1. GeapPernambuco 1. Admed 2. Golden Cross3. Geap Maranhão 1. Long Life 2. Geap; HapvidaRio Grande do Norte 1. Hapvida Região Norte Consolidada como um todo 1. Capis Saúde 2. GeapVeja, nos links abaixo, matéria sobre o evento em que foi divulgada a pesquisa e a resposta que os planos de saúde deram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.