Pesquisa apurou ganhos mensais de desembargadores de quase R$ 200 mil

Chamaram a atenção os altos valores pagos em janeiro e junho deste ano em Minas, muitos superiores a R$ 100 mil líquido

Alexa Salomão, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2016 | 19h00
Atualizado 21 de agosto de 2016 | 14h24

O levantamento sobre os ganhos mensais de desembargadores nos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro foi feito pela internet, nos links dedicados à transparência nos sites dos Tribunais de Justiça. Chamaram a atenção os altos valores pagos em janeiro e junho deste ano em Minas, muitos superiores a R$ 100 mil líquido. Alguns eram próximos a R$ 200 mil.

Por outro lado, causou estranhamento a média paga no Rio, inferior a R$ 40 mil mensal, pois em outros levantamentos os salários eram maiores. Atribuiu-se a diferença ao fato de o Estado do Rio atravessar uma grave crise financeira. Os pesquisadores dizem que não foi uma tarefa fácil localizar os números. Exige paciência para se localizar as planilhas, e os dados, por sua vez, não seguem padrões e não há clareza se lá constam todas as informações. Os levantamentos foram feitos por amostragem, em dois períodos: o primeiro semestre de 2016, para retratar o comportamento dos ganhos na crise econômica, e nos 12 meses entre junho do ano passado e julho desse ano, para se evitar distorções, em caso de concentrações de pagamentos em alguns períodos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.