Pesquisa da Febraban aponta perspectiva menor de inflação

Pesquisa feita pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) na segunda semana de junho com 62 instituições bancárias mostra que as projeções de inflação, com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), para 2003, caíram de 12,10% em maio para 12,03% neste mês. Os juros estimados para dezembro declinaram de 21,56% ao ano em maio para 21,24% na pesquisa de junho. A cotação do dólar estimada para dezembro deste ano cedeu de R$ 3,36 para R$ 3,27 neste mês. O risco Brasil ? taxa que mede a confiança dos investidores na capacidade de pagamento da dívida do País ?, projetado para dezembro deste ano, acompanhou a tendência de queda dos meses anteriores. Passou para 699 pontos, ante 724 estimados anteriormente. A curva de crescimento projetada para o Produto Interno Bruto (PIB) evoluiu de 2,97% em abril para 3,01% em maio e para 3,12% em junho de 2003. O economista-chefe da Febraban, Roberto Troster, disse que a pesquisa mostra que a política econômica está funcionando. Segundo ele, o País irá crescer este ano mais que em 2002 e, em 2004, crescerá mais do que em 2003 (estimativa de evolução de 1,81% no PIB em 2003).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.