Pesquisa do BC aponta nova alta na perspectiva para inflação

As instituições financeiras e empresas ouvidas semanalmente pelo Banco Central elevaram, mais uma vez, suas projeções para o comportamento da inflação. De acordo com a pesquisa divulgada hoje, os agentes consultados acreditam que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrará nos próximos 12 meses uma alta de 6,40%, acima dos 6,29% estimados no levantamento anterior.Para o ano de 2004, como um todo, a projeção de alta passou de 7,15% para 7,20%. Essa alta na projeção média do IPCA para este ano não foi refletida nas estimativas referentes ao comportamento dos chamados preços administrados por contratos ou monitorados, que incluem, entre outros, as tarifas públicas, como energia e telefonia. Para esse conjunto de preços, os bancos e empresas ouvidos pelo BC mantiveram a projeção de alta de 8,26% em 2004.No curto prazo, os analistas e empresários acreditam que o IPCA, em agosto, registrará uma alta de 0,59%, pouco acima dos 0,58% estimados até semana passada. Para julho, a aposta é a de que o índice teve uma elevação de 0,95%. A variação oficial será conhecida esta semana.Previsão para 2005 não foi alteradaPara 2005, a aposta das instituições continua a mesma: o IPCA deverá acumular uma alta de 5,50%. Em termos de preços administrados, os agentes consultados pelo BC reduziram de 6,60% para 6,55% a projeção média para a variação desse conjunto de preços no próximo ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.