carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Pesquisa do Creci indica queda no preço dos aluguéis

A hora é boa para alugar um imóvel ou renegociar um contrato de locação, graças à lei da oferta e da procura. O número de contratos fechados caiu 9,48% de março para abril deste ano. Essa realidade tem provocado reflexos no valor do aluguel. Exemplo disso pode ser percebido na cidade de São Paulo. Para apartamentos, a redução no valor chegou a 7,75% e para casas, 6,6%. Os dados são do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo (Creci-SP), que pesquisou preços em 284 imobiliárias da capital. A maior queda de preço (7,75%) foi observada em apartamentos de um quarto localizados em bairros como Aclimação, Pinheiros, Vila Mariana e Moema. Nessas localidades, o apartamento, que era alugado em março por R$ 516, teve o valor reduzido para R$ 488,33. Quem optou por alugar uma casa em abril pagou até 6,6% menos do que em março. As casas de quatro quartos de bairros como Alto de Pinheiros, Morumbi e Jardins tiveram a maior queda: de R$ 1.766,67 passaram para R$ 1.650.O resultado não surpreendeu ao presidente do Creci-SP, José Augusto Viana Neto. "Quando a demanda é baixa, os preços tendem a seguir esse caminho. É a lei da oferta e da procura", afirma. De acordo com ele, o orçamento apertado faz com que as famílias busquem imóveis mais em conta.Esse comportamento explica a concentração de contratos na faixa de R$ 200 a R$ 600. Os valores ficaram nessa faixa em mais de 70% dos aluguéis de abril. Neto explica que está havendo uma espécie de migração imobiliária na cidade. "As pessoas que estavam em zonas mais caras estão se mudando para outras mais baratas. Quem já estava nas mais baratas, está indo morar nas favelas, onde não se exige comprovação de renda e nem fiador", diz.É hora de negociarDiante de um mercado com grande oferta de imóveis e baixa demanda, o poder de negociação dos inquilinos aumenta. Porém, antes de começar a barganhar, é preciso estar munido de informações. Conhecer os preços praticados na região, na rua e no condomínio onde pretende morar é o primeiro passo para uma negociação bem sucedida. Veja esta e outras dicas no link abaixo.

Agencia Estado,

17 de maio de 2003 | 09h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.