finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Pesquisa Febraban aponta aumento na expectativa para juros

Pesquisa realizada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) na primeira semana deste mês aponta um aumento da expectativa para a taxa de juros. A apuração revelou que a previsão para a Selic, a taxa básica de juros da economia, para dezembro deste ano é de 16,72% ao ano, acima dos 16% apurados em janeiro. Para 2006, a perspectiva para a taxa também subiu, de 14,28% para 14,65%.A pesquisa apontou também uma melhora das projeções de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2005 e 2006, com destaque para a indústria; um aumento do crédito, especialmente para a pessoa física; e projeções mais elevadas para as exportações e risco país menor.Em relação a janeiro, a estimativa do crescimento do PIB para este ano aumentou de 3,61% para 3,65% em fevereiro. Para 2006, as avaliações de 52 bancos para o PIB subiram de 3,64% para 3,72%. Para as instituições financeiras, a previsão para o IPCA caiu de 5,75% para 5,73%. A pesquisa da Febraban indicou ainda que a taxa de câmbio em dezembro de 2005 será de R$ 2,87 contra R$ 2,94 apurado em janeiro. Em 2006, a cotação estimada caiu de R$ 3,09 para R$ 3,03. Para este ano, as projeções para o superávit da balança comercial diminuíram ligeiramente, de US$ 27 bilhões para US$ 26,87 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.