PESQUISA-Perspectivas para G7 se enfraquecem por quadro nos EUA

A economia norte-americana enfrenta 45por cento de chance de recessão, o que levou economistas areduzir as previsões de crescimento para o G7 apesar daspressões inflacionárias, mostrou uma pesquisa da Reuters. As duas forças serão um enigma para os bancos centrais, àmedida que tentam equilibrar a persistente inflação com anecessidade de dar mais estímulos à economia e aos mercadosfinanceiros que temem uma recessão. A pesquisa junto a 250 economistas, feita entre 11 e 17 dejaneiro, mostrou uma nova rodada de reduções nas estimativaspara Estados Unidos, zona do euro e Japão. "É provável que o Fed corte agressivamente, levando o juropara 3 por cento até o final de 2008", afirmou Zach Pandl, doLehman Brothers. Os 45 por cento de chance de recessão este ano estão acimados 40 por cento previstos no mês passado e dos 30 por cento emoutubro. Alguns bancos avaliaram que a recessão pode começarneste trimestre. O Banco Central Europeu (BCE) deve enfrentar as decisõesmais difíceis diante da inflação e do enfraquecimento docrescimento. No caso do Federal Reserve, os economistas prevêem cortesde 0,75 ponto percentual até o final do primeiro trimestre, commais 0,25 ponto até o final de junho. Isso colocaria a taxabásica em 3,25 por cento, frente à taxa de 3,75 por centoprevista na pesquisa anterior para o final de 2008.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.