bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Pessimismo com planos dos EUA patrocina 4a queda da Bovespa

O temor de Wall Street de que o plano do governo norte-americano para socorrer o setor financeiro não funcione contaminou os negócios na Bovespa, que nesta quinta-feira emendou a quarta baixa consecutiva. O Ibovespa caiu 0,84 por cento, para 40.500 pontos. O giro financeiro da sessão foi de 3,67 bilhões de reais. Segundo profissionais do mercado, a crescente desconfiança dos investidores nas iniciativas de Washington --o socorro a bancos e o pacote de estímulo de 789 bilhões de dólares-- para enfrentar a crise produziu outro dia de pessimismo nos mercados. A safra de indicadores do dia não ajudou. De um lado, as vendas no varejo nos Estados Unidos inesperadamente subiram 1 por cento em janeiro. De outro, os estoques empresariais do país tiveram em dezembro a maior queda mensal desde 2001, enquanto a produção industrial da zona do euro registrou queda recorde em dezembro. Na bolsa paulista, uma derrapada ainda maior do índice só foi evitada devido à atuação dos comprados, investidores que apostam na alta dos papéis no mercado de opções. Na próxima segunda-feira acontece o exercício de opções sobre ações e dois dias depois será a vez dos contratos de índice futuro. "Só não caiu mais por causa da disputa por opções, porque a coisa lá fora está bem feia", disse Edson Marcellino, diretor de renda variável da corretora Finabank. A disputa por opções amorteceu a pressão sobre Petrobras, que caiu apenas 0,4 por cento, a 26,79 reais, mesmo num dia em que a cotação do barril do petróleo afundou quase 6 por cento. Vale, outra referência no mercado de opções, caiu 1,6 por cento, para 29,80 reais. Já as fabricantes de aço não tiveram a mesma sorte e ficaram entre as piores do dia. CSN teve baixa de 3,2 por cento, a 35,60 reais, enquanto Gerdau cedeu 2,95 por cento, a 15,45 reais. Contaminado pelo desempenho nas bolsas norte-americanas, o setor financeiro também foi alvo de vendas. Bradesco encabeçou as perdas, cedendo 2,76 por cento, a 21,82 reais. Parte dos recursos que saíram dos setores de commodities e de bancos migrou para ações de concessionárias de serviços públicos, como elétricas e teles. Assim, Cesp liderou a ponta positiva do Ibovespa, saltando 5 por cento, para 14,55 reais. Brasil Telecom, que na terça-feira reportou lucro líquido de 115,3 milhões de reais no quarto trimestre de 2008, abaixo das expectativas, avançou 4,6 por cento, para 14,60 reais.

ALUÍSIO ALVES, REUTERS

12 de fevereiro de 2009 | 18h53

Tudo o que sabemos sobre:
BOVESPAFECHAFINAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.