Pessimismo em Nova York contamina mercado

Rumores de corrupção ativa na Tyco, grande grupo empresarial norte-americano, e suspeitas de queda no rating (nota que reflete a avaliação do risco de investir em papéis da empresa) da MCI, a controladora da Embratel, derrubaram as bolsas em Nova York. O reflexo nos mercados brasileiros foi imediato, com queda na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e alta do dólar e juros.A Bovespa levou um tombo, fechando em queda de 3,85% e quase todas as ações que compõem o Ibovespa sofreram fortes quedas, com destaque para os papéis da Embratel. As ações PN (preferenciais, sem direito a voto) caíram 10,87% e as ON (ordinárias, com direito a voto), 9,17%.O dólar segue em alta, pelo sétimo pregão consecutivo. Em comparação com o fechamento do dia 18, quando a moeda norte-americana foi cotada a R$ 2,3660, a alta acumulada é de 3,04%. Nos últimos negócios de hoje, o dólar estava em R$ 2,4380.De maneira geral, os mercados ainda não retomaram os negócios em 2002 com força total. Os volumes continuam baixos, e o ambiente geral é de estabilidade. A expectativa é de aceleração do crescimento econômico gradual, intensificando-se no final do ano, em função da retomada da economia norte-americana. Mesmo com meta de inflação apertada, projeta-se queda na Selic - taxa básica de juros referencial - a partir de fevereiro ou março. Mas, no câmbio, já se sente o efeito da ausência dos turistas argentinos, espantados pela crise, e da paralisação do comércio entre os dois países, em função da desvalorização do peso e das restrições às transações financeiras internacionais.Fechamento dos mercadosO dólar comercial para venda fechou em R$ 2,4380, com alta de 0,54%. Os contratos de swap (troca) de títulos prefixados por pós-fixados com período de um ano fecharam o dia pagando juros de 20,32% ao ano, frente a 20,24% ao ano ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de 3,85%.O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires fechou em alta de 0,79%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - teve queda de 2,51%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em queda de 2,62%.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.