Pessimismo sobre balanço de empresas derruba bolsas da Ásia

Temores sobre grandes prejuízos em empresas consideradas termômetros de atividade em seus setores, como Citigroup e Sony, atingiram mercados asiáticos nesta terça-feira, impulsionando ativos de menor risco, como papéis de dívida de governos. Ainda assim, as perdas nos mercados asiáticos não foram tão profundas quanto nos dias anteriores, e o Export-Import Bank of Korea vendeu 2 bilhões de dólares em títulos em dólar de cinco anos, indicando demanda por novas emissões em mercados de crédito regionais. "Balanços de empresas e decepções econômicas são os principais contribuidores para o aumento da aversão ao risco. Ambos fatores devem ser um peso insistente sobre os mercados nas próximas semanas", disseram analistas do Calyon em uma nota a clientes nesta terça-feira. O índice MSCI das principais ações asiáticas com exceção do Japão exibia perda de 1,3 por cento às 7h54 (horário de Brasília), na quinta sessão seguida de perdas. Após começar o ano em alta, o indicador MSCI agora registra queda de mais de 3 por cento em 2009, acabando com expectativas iniciais de recuperação no apetite por risco dos investidores. Os exportadores asiáticos estão sendo atingidos porque seus principais mercados, como os Estados Unidos, estão em recessão. A Sony poderá sofrer prejuízo operacional de cerca de 1,1 bilhão de dólares neste ano financeiro, seu primeiro prejuízo em 14 anos, enquanto Toshiba espera uma perda de cerca de 2,2 bilhões de dólares, de acordo com informações da mídia japonesa. As ações de cada uma das empresas despencaram mais de 8 por cento. Exportadores japoneses estão sendo pressionados não somente pela menor demanda global, mas também pelo valor mais alto do iene. O índice Nikkei da bolsa de TÓQUIO fechou em queda de 4,8 por cento, após não ter operado na véspera devido a feriado. Ao mesmo tempo, dados econômicos fracos continuam a espantar investidores. As exportações e importações na China caíram em dezembro pelo segundo mês seguido, mostraram dados nesta terça-feira. A bolsa de XANGAI caiu 2 por cento, enquanto em HONG KONG a perda foi de 2,2 por cento. SYDNEY recuou 0,8 por cento e CINGAPURA teve queda de 0,8 por cento. Na contramão, SEUL avançou 1 por cento, enquanto TAIWAN teve alta foi de 1,8 por cento.

RAFAEL NAM, REUTERS

13 de janeiro de 2009 | 08h58

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.