Pessoa física teve dificuldade em garantir ações

Para tentar compensar o descredenciamento de 23 corretoras da operação da Visanet - sob a alegação de terem usado material publicitário sem a prévia autorização da CVM -, o prazo final para reservas de ações, que se encerraria na quarta-feira, foi estendido até as 16 horas de ontem. Mesmo assim, os investidores pessoas físicas tiveram muita dificuldade em fazer seus pedidos. Muitas corretoras aceitaram a abertura de novas contas somente até o meio-dia.Na TOV, um dos maiores home brokers da Bolsa, funcionários informavam que o contrato de abertura de conta deveria ser assinado e entregue na corretora, juntamente com a cópia de alguns documentos, até as 14 horas. Nas corretoras Título, Socopa, Prosper, Interfloat, Petra, Concórdia e Win, por volta das 13 horas já não era mais possível abrir contas ou fazer reserva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.