Petista exige que PT seja ouvido sobre novo acordo com FMI

O deputado Ivan Valente, um dos oito petistas punidos por terem votado contra a reforma da Previdência, anunciou hoje, em discurso no plenário, que vai entrar com representação contra o presidente do PT, José Genoino, pelo fato de partido não ter discutido a renovação do acordo do governo brasileiro com o FMI.Valente quer que o diretório do PT se reúna para tratar de grandes temas nacionais, como a Alca, Orçamento e acordo com o FMI. Ele reclamou que o acordo com o Fundo está sendo renovado e ninguém do partido foi ouvido.A direção do PT, afirmou, só quer reunir o diretório para tratar de uma agenda interna e negativa, que é a punição de seus membros. "Não podemos transformar o partido na lógica de vigiar e punir", afirmou, lembrando que na quarta e quinta-feira será realizado um seminário por iniciativa de deputados do PT e PSB (Luiza Erundina, Chico Alencar e Maria José Maninha, por exemplo), para discutir Alca e FMI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.