Petista pede CPI da Eletropaulo na Assembléia paulista

O deputado estadual Candido Vaccarezza (PT) protocolou hoje um pedido de instalação de uma CPI na Assembléia Legislativa de São Paulo para "investigar possíveis irregularidades na execução do contrato e na aplicação do caixa da Eletropaulo".Na avaliação do parlamentar, desde que foi adquirida pela norte-americana AES, em abril de 1998, a Eletropaulo "sucateou o sistema elétrico, não investiu na rede, fechou agências e reduziu o quadro de funcionários". Ele cita que, de 1998 a 2001, o controlador enviou aos Estados Unidos dividendos de US$ 318 milhões. Em 2002, a Eletropaulo declarou prejuízo de US$ 3,509 bilhões e apresenta este ano uma dívida superior a R$ 5,5 bilhões, sendo que R$ 1,2 bilhão apenas com o BNDES."O pedido de CPI reflete a preocupação, cada vez mais evidente, da população brasileira em relação a atual situação da empresa e aos possíveis danos que pode causar a seus consumidores", disse o deputado, em comunicado.Ele afirmou que o maior prejudicado pela crise da companhia "é o consumidor paulista de energia, que recebe, em suas contas, o ônus de uma má administração e de um possível calote a o BNDES".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.