Fábio Motta / Estadão
Fábio Motta / Estadão

Petrobrás reduz preço do diesel e acaba com intervalo mínimo para reajustes de combustíveis

Segundo a estatal, mudança permite 'competir de maneira mais eficiente e flexível'; empresa também anunciou um corte de R$ 0,10 por litro no preço do diesel a partir desta quinta-feira

Fátima Laranjeira e Cristian Favaro, O Estado de S.Paulo

12 de junho de 2019 | 22h57

A Petrobrás informou na noite desta quarta-feira, 12,  que sua diretoria executiva aprovou a revisão na periodicidade de reajustes nos preços de óleo diesel e gasolina comercializados em suas refinarias.

"A partir de agora, os reajustes de preços de diesel e gasolina serão realizados sem periodicidade definida, de acordo com as condições de mercado e da análise do ambiente externo, possibilitando à companhia competir de maneira mais eficiente e flexível", diz a empresa em comunicado.

Segundo a estatal, a aplicação imediata desta revisão permitirá à Petrobrás, no momento, reduzir os preços do diesel "acompanhando as variações dos preços internacionais observadas nos últimos dias".

"Ficam mantidos os princípios que balizam a prática de preços competitivos, como preço de paridade internacional (PPI), margens para remuneração dos riscos inerentes à operação, nível de participação no mercado e mecanismos de proteção via derivativos", afirma.

Redução no preço do diesel

A Petrobras anunciou também um corte médio de R$ 0,10 no litro de diesel nas refinarias. O reajuste tem vigência a partir de quinta-feira. Com o corte, o preço médio do diesel cai de R$ 2,166 por litro para R$ 2,066, queda de 4,616%.

Na noite de segunda-feira, a estatal havia informado queda de 3% no preço médio da gasolina nas refinarias, com vigência a partir da terça-feira. Na ocasião, a Petrobras não modificou o valor do diesel.

Tudo o que sabemos sobre:
Petrobrásgasolinaóleo diesel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.