bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Petrobrás admite investir em mais um campo de produção de gás na Bolívia

A Petrobrás admite a possibilidade de voltar a investir na Bolívia, caso a situação do país se estabilize. Segundo o gerente executivo para o Cone Sul, Décio Odone, a alternativa é "avaliada dia a dia". Odone confirmou que a estatal poderá vir a operar o campo de produção de gás Itaú, da francesa Total, ao norte do campo de San Alberto, operado pela Petrobrás. O executivo descartou que já esteja sendo negociada uma compra, como chegou a ser noticiado. "O que existe é uma pendência jurídica, que vem se arrastando há cerca de dez anos." Há uma dúvida, segundo ele, sobre a possibilidade de as reservas geológicas serem as mesmas. "Se isso ficar comprovado, teremos de fazer um novo contrato", explicou, negando os rumores de que a Petrobrás estaria comprando os ativos da Total na Bolívia, como anunciado pelo assessor especial da presidência da República, Marco Aurélio Garcia. "É uma discussão. Não significa que a Petrobrás esteja comprando os ativos. Não está e não vai.'''' "Desde que os contratos de exploração e produção dos campos foram normalizados, em maio, as condições naquele país voltaram a se normalizar. Na medida em que isso acontece, podemos avaliar novos investimentos", disse Odone, esclarecendo que não há nada de concreto sendo estudado.O executivo não quis comentar sobre possíveis negociações no encontro marcado para o início de novembro, que reunirá autoridades bolivianas, o presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli, e o ministro de Minas e Energia, Nelson Hubner.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.